Arquivo da categoria: ♫ Deliciar ♪

Musicalizando a vida.

Não consigo amar,

nao consigo

não se trata de músculo cardíaco gasto, é algo anímico mesmo. Minh’alma é cabreira demais para acreditar nesse tal de amor.

O meu amor.

“O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh’alma se sentir beijada

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa”

Chico Buarque

Acrilic On Canvas

“É saudade, então. E mais uma vez de você fiz o desenho mais perfeito que se fez, os traços copiei do que não aconteceu, as cores que escolhi entre as tintas que inventei, misturei com a promessa que nós dois nunca fizemos, de um dia sermos três, trabalhei você em luz e sombra. E era sempre, não foi por mal. Eu juro que nunca quis deixar você tão triste. Sempre as mesmas desculpas, e desculpas nem sempre são sinceras, quase nunca são. Preparei a minha tela com pedaços de lençóis que não chegamos a sujar; a armação fiz com madeira da janela do seu quarto; do portão da sua casa, fiz paleta e cavalete; e com lágrimas, que não brincaram com você, destilei óleo de linhaça; da sua cama arranquei pedaços que talhei em estiletes de tamanhos diferentes e fiz, então, pincéis com seus cabelos. Fiz carvão do batom que roubei de você, e com ele marquei dois pontos de fuga, e rabisquei meu horizonte. E era sempre, sempre o mesmo novamente, a mesma traição. Às vezes é difícil esquecer: “Sinto muito, ela não mora mais aqui”, mas então, por que eu finjo que acredito no que invento? Nada disso aconteceu assim, não foi desse jeito, ninguém sofreu. É só você que me provoca essa saudade vazia. Tentando pintar essas flores com o nome de “amor-perfeito” e “não-te-esqueças-de-mim”.”

Legião Urbana

Deixa de sofisma e vamos ao que interessa…

Encontro

“Teu olhar me tirou daqui
Ampliou meu ser
Quero um pouco mais
Não tudo
Pra gente não perder a graça no escuro

Deixa estar que o que for pra ser vigora
Eu sou tão feliz
Vamos dividir

Vem logo
Que o tempo voa como eu
Quando penso em você”

– Maria Gadú

20 anos blues

“Ontem de manhã quando acordei
Olhei a vida e me espantei
Eu tenho mais de 20 anos
E eu tenho mais de mil perguntas sem respostas
Estou ligada num futuro blue
Eu tenho mais de vinte muros…
Essa calma que inventei, bem sei
Custou as contas que contei
Eu tenho mais de 20 anos
E eu quero as cores e os colírios
Meus delírios
Estou ligada num futuro blue…
Ontem de manhã quando acordei
Olhei a vida e me espantei
Eu tenho mais de 20 anos.”
-Elis Regina

Vivendo e aprendendo

Outra história com um outro rosto
Um outro beijo com o mesmo gosto
Era cedo e não podia dar certo
Lá vem um outro dia frio e encoberto

Agora veja o meu estado
Olhando o futuro e prevendo o passado
Como alguém que não sabe o que quer
Mentindo pra todos enquanto puder

Capital Inicial

Meu jardim

“Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho
Tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho
bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho
Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho
Estou podando meu jardim
Estou cuidando bem de mim

Vander Lee

Perdendo dentes

“Eu quis ser eu mesmo
Eu quis ser alguém
Mas sou como os outros
Que não são ninguém”

Pato fu

Canteiros

Tenho tido muita coisa, menos a felicidadeNem aquilo a que me entrego, já me dá contentamento. Pode ser até manhã, sendo claro feito o dia, mas nada do que me dizem me faz sentir alegria… Queria correr entre os canteiros e esconder minha tristeza, e eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza … E deixemos de coisa, cuidemos da vida, pois se não chega a morte ou coisa parecida, e nos arrasta moço sem ter visto a vida.

Canteiros – Fagner