Arquivo diário: 11 de setembro de 2011

Como se soubesse me mover

Movo-me entre os meus dias, entre me ser e ser alheia; entre ir e não voltar, e voltar antes de ir. Movo-me entre as horas, entre as tarefas bem feitas e as tarefas nem-feitas. Movo-me entre os minutos, entre crer no deus e ser o deus; entre rir e antipatizar. Movo-me entre os segundos, buscando não parar, buscando persistir. Por fim, movo-me como quem sabe se mover.

Anúncios