Bem que podia…

E agora você me quer? Você me conquista, discursa todo romântico e cuidadoso, adentra meu íntimo me compondo por algumas horas, me faz carinhos e vagas promessas, em seguida me trata com desleixo, expõe sua indiferença e até um pingo de desdém. Mas agora você me quer? Veja: eu poderia não ter acreditado no seu discurso, nos seus olhos que brilhavam, brilhavam muito, no seu sorriso inocente, e então estariamos bem. Você podia ter sido menos convincente ou menos troglodita, porém nada disso aconteceu. Então deixa. Deixa o tesão e o orgulho ferido de lado. Dessa vez não vai colar, tente outro dia, tente uma outra estação, no inverno fico mais vulnerável e a memória falha, tente lá.

Anúncios

Publicado em 30 de julho de 2011, em Palavrear. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: