Arquivo mensal: maio 2011

Quero mais

E quem disse que eu não quero sua atenção? seu tempo? Eu quero mais, quero o espacial, quero o temporal, quero o corpóreo, o extracorpóreo, o apropriável,  o não apropriável, quero sua voz, quero seus olhos, quero seu suor, sua mucosa, sua saliva, sua liberdade, não quero te prender, quero te habitar, te desarmar, te amar, me perder em você, nos seus pelos, no seu cheiro, somar minha identidade com seu estado mais sóbrio, quero seu silêncio, seus gemidos, me fundir em você.

Anúncios

Desistir…

“Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem.”

Caio Fernando Abreu

Sim, eu sinto!

Sua desatenção me deprecia, e eu consigo sentir isso.

Compraz

Sempre me forcei ser quem se compraz do que faz, mas, tão cansada, me permito ser quem só faz o que se compraz.

Alegria Maldita

“Quero dançar sobre os canteiros, cheia de uma alegria tão maldita que os passantes jamais compreenderão.”

Caio Fernando Abreu

Dogs

“You just keep on pretending

That everyone’s expendable

And no-one has a real friend

And it seems to you the thing to do

Would be to isolate the winner

And everything’s done under the sun

But you believe at heart, everyone’s a killer”

  Dogs – Pink Floyd

Obra Inacabada

Apresento-te minha obra inacabada, não aceito elogios,  não aceito críticas ou sugestões. Quando acaba estiver,  não aceitarei sugestões, críticas ou elogios.

Carla Abreu

Meu Mundinho

“Não sou pra todos. Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias.”

Caio Fernando Abreu